quinta-feira, 25 de outubro de 2012

PASSATEMPO FILME FRANKENWEENIE DÁ 5 CANECAS

O "CLOSE UP!", EM COLABORAÇÃO COM A "ZON AUDIOVISUAIS", TEM 5 CANECAS (QUE BRILHAM NO ESCURO) DO FILME "FRANKENWEENIE", PARA OFERECER AOS SEUS SEGUIDORES. PARA ISSO, SÓ TEM QUE PREENCHER CORRECTAMENTE O FORMULÁRIO NO CLOSE UP!.
MAS ANTES DE O FAZER, COMO SEMPRE, LEIA  ATENTAMENTE O REGULAMENTO: 

-O passatempo decorrerá até às 23:59 do dia 31 de Outubro; 
-Tem que ser seguidor do blogue (CONTA BLOGGER - www.blogger.com) e participar apenas UMA VEZ; 
-Só serão permitidas participações a residentes em Portugal; 
-Os nomes dos vencedores serão escolhidos de forma aleatória e publicados logo após o término do passatempo; 
-Os portes de envio (1,50€) ficam a cargo dos premiados;
-Após o envio dos prémios, o "Close Up!" e a "ZON Audiovisuais" não se responsabilizam pelo dano ou extravio dos mesmos.

O que é a tara recuperável?

A crise económica e social é a notícia do dia, todo os dias. O Governo debita medidas em cima de medidas e números deprimentes. Os jornais imprimem-nos. As empresas dizem-se afectadas, as pessoas fazem contas à vida e temem o futuro. Mas antes do futuro chegar existe o tempo presente a algumas pessoas não querem esperar e recusam-se a cruzar os braços. Sabem que o meio ambiente está ameaçado, que os recursos naturais que consumimos não vão durar para sempre se os comportamentos não se alterarem. E por isso fazem o que podem. Como não podem fazer nada sós, a união faz a força, recorrem às plataformas online  como o Facebook, o LinkedIn, o Twitter e outros, para fazerem chegar a sua mensagem a outras pessoas, formarem e informarem, buscarem compreensão e apoios. O que os move não é um desejo individual, é uma causa que diz respeito a todos os cidadãos mesmo que  a estes pareça que não. A união faz a força. É preciso que as pessoas se juntem, que reflitam sobre a realidade. Não a que está longe de si, aquela que observam. E sobre ela que podem e devem agir. Cada um sabe de si, das suas competências e como utilizá-las para fazer a diferença. De forma voluntária. Se muitos se voluntariarem o esforço dilui-se e um objectivo que parecia inatingível torna-se um facto consumado!
Recordo-me muito bem dos meus pais juntarem todas as garrafas de bebidas e irem entregá-las para recuperar a tara. Isso foi há mais de 30 anos. Deitá-las ao lixo não era opção e muito menos atirá-las à rua. O que aconteceu? Esse hábito quase se perdeu e em cima dessa deshabituação, aumentou a variedade e o número de embalagens vazias produzidas. Nos filmes norte-americanos quantas e quantas vezes vemos as pessoas a reunir garrafas e latas nas ruas e a irem entregá-las a depósitos contra pagamento. A cada vez que via isso sempre me perguntei porque não é implementada a ideia de uma vez por todas em Portugal. Não poderiam algumas pessoas melhorar os seus orçamentos por esta via? Não poderia esse pequeno esforço, multiplicado, tornar-se um grande contributo para a melhoria do meio ambiente? 

O TaraRecuperavel.org é um movimento cívico de preservação ambiental que defende que todas as latas e garrafas de bebidas possam ser trocadas por dinheiro, à semelhança do que acontece há anos em 12 países europeus como a Alemanha ou a Holanda. Esta mudança permitirá reduzir impacto ambiental, melhorar processos de reciclagem e baixar os preços dos produtos para os consumidores.

Leiam o Manifesto , apoiem e espalhem esta ideia! 
O objectivo final é a criação de uma lei que imponha taras recuperáveis para todas as garrafas e latas. O sucesso do movimento Tara Recuperável depende da nossa ação cívica e voluntária. Reserve algum do seu tempo, pode ser apenas 1 minuto por dia, e colabore como mais lhe agradar - consulte aqui o que pode fazer, as sugestões são muitas.

Também pode encontrar o projecto no Facebook - http://www.facebook.com/TaraRecuperavel
Vá lá e faça um Like!

Há lixo para dar e até vender



Diz-se que o que é lixo para uns, pode ser um tesouro para outros
Justin Gignac é um artista de Nova Iorque e é também empresário. Decerto também já ouviram dizer que o empresário, para o ser, tem de ser capaz de assumir riscos, assumir experiências novas, testar os limites da sua capacidade. Ou que tem de estar atento às oportunidades que o mercado oferece, identificar uma oportunidade, ter olho! Para isso ele deve conhecer o ramo de actividade em que trabalha, estar sintonizado com a mudança, o momento, manter-se a par da evolução, da informação, das tendências, ganhar experiência e saber se não os tiver já! Quando penso na ideia que Justin Gignac teve eu vejo mais um empresário de sucesso do que um artista, mas com isto até acho que lhe estou a dar mais valor. Ele apostou em vender o lixo, sim, Justin está a vender o lixo de Nova Iorque !!!Ele começou a vender lixo em 2001, depois de um colega de trabalho o ter desafiado. Este projecto surgiu no âmbito das suas experiências com o design de embalagem. Será que a embalagem é decisiva para motivar a compra do consumidor? Será que tudo pode ser vendido desde que bem embrulhado? E porque se deixam embrulhar as pessoas em tantas compras sem sentido? Com papas e bolos se enganam os tolos! Mas eu não sou tola a até comprava um pacotinho de lixo ao Justin pois acho a ideia muito engraçada. Olhando ao seu redor ele viu lixo e achou que podia provar o seu ponto de vista. Empacotou-o e colocou-o à venda. O negócio não demorou a florescer. Onze anos depois, mais de 1.300 cubos de lixo NYC foram vendidos e agora residem em 29 países ao redor do mundo.
Além de estar a vender o lixo de Nova Iorque, Gignac também produziu um número de cubos de edição limitada que incluem lixo da  Convenção Nacional Republicana, Dia da Abertura do Yankee Stadium, da véspera de Ano Novo na Times Square, da inauguração do mandato político de Obama e até mesmo Dia de São Patrício em Dublin, Irlanda. Com os seus cubos de acrílico transparente , Justin está a perpetuar a memória de certos eventos e espaços e até a contribuir para a diminuição de lixo à face do planeta...ou pelo menos a mudá-lo de lugar. Em vez de ir parar à lixeira ou à reciclagem, ele regressa a casa. O valor das coisas depende muito da ligação afectiva que estabelecemos com elas, o que é lixo para uns, pode ser um tesouro para outros!

A utilização do lixo de forma criativa tem muitos exemplos e alguns aproximam-se da verdadeira expressão artística. 


Ann P. Smith cria esculturas de equipamento electrónico estragado, com aspecto mecânico.

Sayaka cria esculturas com restos de metal e plástico.

Robert Bradford recria esculturas com brinquedos descartados.

Bernard Pras cria fantásticas instalações com toda a espécie de resíduos!


Ha Schult : para conhecer o seu trabalho, veja o video!

 


Já agora, sabe qual a diferença entre os termos RECICLAGEM e REUTILIZAÇÃO? Costumam ser usados sem grande exactidão mas isso não quer dizer que não saibamos do que estamos a falar e por regra sempre nos entendemos. Mas vale a pena recordar:

RECICLAGEM -  reaproveitamento de materiais que sofrem uma transformação que os recupera para serem matéria-prima para um novo produto. Eles voltam ao seu estado original e podem dar lugar a um produto igual ao que existira antes. Os mais comuns são o papel, o vidro, o metal e o plástico.

REUTILIZAÇÃO - utilização de um produto mais do que uma vez, quer para o mesmo fim ou outro.  Através da reutilzação estamos a aproveitar matéria prima que de outra forma seria descartada. 

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Rowenta Naturalis para fazer cremes de beleza caseiros


Acabei de descobrir um pequeno electrodoméstico da Rowenta que me deixou mesmo surpreendida. Daqui a pouco não há nada que não possamos fazer em casa. É certo que as receitas caseiras de beleza sempre existiram e não tenho a certeza se alguns dos componentes entretanto descobertos e adicionados às fórmulas sejam assim tão determinantes da sua eficácia. Um exemplo: conservantes para fazer um creme durar mais tempo. E se pudéssemos criar o creme à medida das nossas necessidades, eliminando os conservantes? Cada vez mais saturamos os produtos com mil e um elementos para os tornar mais duráveis, com textura diferente, com cheirinho bom. Mas será mesmo necessário? Não seriam mais sãos sem esses aditivos?
A Rowenta lembrou-se então de que podemos criar os nossos produtos de beleza, de forma simples e o mais natural possível, e resolveu dar uma ajuda. A minha questão é apenas esta - as pessoas já andam de agenda preenchida, o tempo não chega para nada, será que vão aceitar bem um aparelho para fazer cremes de beleza caseiros? Não há dúvida de que a filosofia em que se baseia é agradável -  dizem eles que Rowenta Naturalis é uma ferramenta para nos ajudar a fazer uma pausa, uma mudança de ritmo, pois abrandar a velocidade das nossas vidas irá ajudar-nos a sentir melhor! Ou seja à tendência faça-você-mesma eles juntam a máxima, faça-você-mesma-devagar, pois é devagar que se vai ao  longe. Esqueça o fast food e o speed dating e todas essas modernices pensadas para quem não tem tempo. Isso é uma desculpa para comer mal e namorar pior! Se não tem tempo, tem de o inventar, tem de re-encontrar os valores perdidos, re-conectar-se com a Natureza, os ritmos biológicos - vai ver que a vida é melhor assim. Fácil dizer, difícil fazer. Barreira natural contra as agressões externas, como a poluição ou as bactérias, a pele é o espelho da nossa saúde interior ... mas também um grande trunfo de sedução! Vale a pena investir nela, pouco, muito, o que consigamos. A Rowenta Naturalis tem um preço aconselhado de 199,49 € em França.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...